O ensino da ética e da deontologia médicas foi desde sempre considerado como essencial a uma medicina de qualidade. De facto, desde a criação da Régia Escola de Cirurgia do Porto em 1825 houve uma grande preocupação em transmitir os princípios éticos que norteiam a profissão médica a todos os jovens estudantes.

Na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) o ensino desta área evoluiu consideravelmente ao longo das últimas décadas e a Disciplina de Deontologia Médica deu origem há cerca de 25 anos à emergência da bioética. De facto, depois de Van Potter ter criado o conceito de bioética enquanto área do saber transdisciplinar, nada podia ficar igual. Também em Portugal se percebeu que tinha chegado a ocasião de introduzir a bioética científica como uma componente fundamental do ensino médico e das restantes profissões da saúde.

Em seguida, enunciam-se alguns dos passos que conduziram à emergência e desenvolvimento da bioética na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto:

  • 1990: Início formal do ensino da bioética na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.
  • 1992: Provas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica (Rui Nunes) sobre o tema do Testamento Vital. 
  • 1994 e 1995: Colaboração com o Instituto Borja de Bioética, em Barcelona sob a orientação do Professor Francesc Abel, instituto pioneiro no espaço europeu e um dos mais prestigiados centros de bioética da atualidade.
  • 1994: Obtenção do Prémio Internacional de Deontologia Médica João XXI para o melhor trabalho apresentado no 18º Congresso Mundial da FIAMC. “Human Gene Therapy”.
  • 1996: Doutoramento em Bioética (Rui Nunes) subordinado ao tema “Questões Éticas do Diagnóstico Pré-natal da Doença Genética” sob orientação do Professor Luís Archer (primeiro doutoramento nesta área científica em Portugal).
  • 1996: Criação do Serviço de Bioética e Ética Médica (www.sbem-fmup.org). Este serviço tinha funções de ensino pré e pós-graduado (cursos de pós-graduação, mestrado e doutoramento) e, também, de investigação na área da bioética, biodireito, e da ética na gestão da saúde. De realçar, igualmente, a sua atividade no que respeita à emissão de pareceres sobre protocolos de investigação em seres humanos (ensaios clínicos).
  • 1998: Criação do Mestrado em Bioética da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Ao longo das 9 edições frequentaram o curso mais de 220 estudantes (primeiro mestrado nesta área científica organizado em Portugal).
  • 2000: Organização do 1º Congresso Nacional de Bioética, evento que se realiza anualmente e vai já na 14ª edição.
  • 2000: Criação da Coletânea Bioética Hoje, primeira coletânea de obras científicas de bioética e biodireito em Portugal e que conta já com mais de 20 títulos.
  • 2000: Obtenção do Prémio de Mérito Científico Maria Cândida da Cunha atribuído pelo Secretariado Nacional para a Reabilitação para o melhor projeto na área da reabilitação “Reabilitação da Criança Surda”.
  • 2002: Constituição da Associação Portuguesa de Bioética por um conjunto de especialistas nesta área do conhecimento. Tem como objetivos essenciais a investigação, a promoção e a difusão da bioética enquanto área científica e de intervenção social.
  • 2003: Início da colaboração com a Comissão de Ética para a Saúde do Centro de Saúde São João.
  • 2004: Instituição no Serviço de Bioética e Ética Médica da Sede Portuguesa da Biopolitics International Organisation.
  • 2005: Instituição no Serviço de Bioética e Ética Médica da sede portuguesa da European Health Management Association.
  • 2007: Criação do Programa de Doutorado em Bioética (FMUP/CFM). Este Programa encontra-se já na sua quarta edição e conta, presentemente, com mais de 100 estudantes inscritos (primeiro programa doutoral nesta área científica organizado em Portugal e em todo o mundo da lusofonia).
  • 2008: Realização na FMUP do 1º Fórum Luso-Brasileiro de Bioética, já na sua 6ª edição.
  • 2009: Criação do Curso de Mestrado em Cuidados Paliativos na FMUP. Ao longo de 6 edições deste curso frequentaram, com aproveitamento, cerca de 150 estudantes.
  • 2009: Início da colaboração com a Fundação Ciência e Desenvolvimento.
  • 2009: Início da colaboração com a Fundação Porto Social.
  • 2009: Início da colaboração com o Programa Porto Cidade de Ciência.
  • 2009: Provas de Agregação em Bioética (Rui Nunes) na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (primeiras provas de agregação nesta área científica em Portugal).
  • 2011: Organização no Porto da 2011 European Health Management Association Annual Conference.
  • 2011: Obtenção do Prémio Ensino de Futuro atribuído ao Projeto “Educação para os Valores” em colaboração com a Câmara Municipal do Porto.
  • 2012: Renovação do Centro de Documentação informatizado que conta com largas centenas de títulos de livros e algumas das revistas nacionais e internacionais mais prestigiadas neste domínio.
  • 2012: Instalação no Novo Edifício da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
  • 2012: Realização na FMUP do 1º Seminário Nacional de Biodireito que vai já na 4ª edição.
  • 2014: Indicadores de desempenho alcançados:
    • 110 teses de mestrado e doutoramento defendidas nas áreas da bioética, biodireito, economia da saúde e cuidados paliativos;
    • 210 Especialistas em Bioética (Cuso de Mestrado em Bioética Não Conferente de Grau);
    • 91 Estudantes com Certificação em Bioética (Cuso de Doutoramento em Bioética Não Conferente de Grau);
    • 32 livros publicados;
    • Mais de 100 trabalhos publicados em revistas indexadas;
    • Mais de 150 pareceres nas áreas da bioética e do biodireito;
    • Inúmeras propostas de legislação das quais se destaca a legalização do testamento vital.