Stela Barbas é doutorada em Direito pela Universidade Autónoma de Lisboa e Mestre em Direito Civil pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. É Professora Universitária (leciona desde 1992) nos cursos de licenciatura, pós-graduação, mestrado e doutoramento em Portugal e no estrangeiro (Professora Associada da Universidade aprovada em concurso com a classificação final de dezanove valores). Lecionou nos Cursos de doutoramento da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto/Conselho Federal de Medicina Brasileiro. Membro do júri de exames orais e escritos para ingresso no Centro de Estudos Judiciários (concurso nacional para ingresso na magistratura portuguesa) nas provas de “Conversação”, de “Família e Menores”, de “Direito Civil”, de “Temas culturais, sociais e económicos”. É jurisconsulta e advogada.

 

 

Membro do Comité de Ética do Departamento de Ciências Sociais e Saúde da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, do Conselho Científico, do Conselho Pedagógico, da Comissão Científica, do Conselho Escolar da Universidade Autónoma de Lisboa, do Conselho Pedagógico do ISMAT, da Associação Portuguesa de Direito Intelectual, da Associação Portuguesa de Bioética, da Comissão de Ética do Centro de Investigação em Psicologia, do Conselho Científico do Centro de Análise Económica da Regulação, da Comissão de Ética do Hospital CUF Descobertas. Investigadora (pesquisadora) do Centro de Investigação e Desenvolvimento em Ciências Jurídicas (Ratio Legis), investigadora do Grupo de Pesquisa da Universidade Federal da Bahia (BRASIL), vinculado ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Brasil (CNPq), investigadora da Équipe de Recherche sur Le Droit et Technologies de l’Information et des Communications (DTIC), Partenariat International, Faculté des Sciences Juridiques, Économiques et Sociales de la Universitè – Ibnou Zohr – Agadir (Enseignement Supérieur et Recherche), do Centro di Studi sul Rischio presso l'Università del Salento, Itália (Diretor: Professor Doutor Raffaelle de Giorgi). Trabalhou na Presidência do Conselho de Ministros como especialista para a elaboração de anteprojetos de lei na área do Direito da Medicina. Orienta/orientou mais de 40 teses de doutoramento e de mestrado (em Direito Civil, Bioética, Direito da Medicina, Direitos Fundamentais, Direito Processual Civil, Ciências Criminais e Filosofia do Direito) em Universidades portuguesas e estrangeiras. Tem participado em vários júris (bancas) de teses (inclusive como arguente). Apresentou comunicações em mais de cem conferências, seminários, simpósios, congressos nacionais e internacionais. É autora de cerca de cem publicações em Direito Civil, Constitucional, Penal, Administrativo, Processual, Seguros, Laboral, Criminologia, Direito da Medicina, Bioética e em Filosofia do Direito.